Bordeaux tem como característica ser uma região mais cerebral, onde importantes vinhos são produzidos buscando a excelência em termos de enologia.

Devido a sua geolocalização ser cortada pelo estuário do Gironde, a região esta dividida em três grandes zonas: Médoc e de Graves (à esquerda do estuário), Libournais (margem direita do Gironde) e a AOC Entre-Deux-Mares, zona central que produz brancos refrescantes de boa qualidade.

A proximidade com o mar e o fato de ser atravessada por rios, dá a ela a condição de ter um clima moderado e estável, com poucas geadas que possam prejudicar as vinhas.

Não só a temperatura media como também as chuvas são relativamente mais baixas que de outra regiões produtoras da França. Por isso Bordeaux consegue produzir uvas que tenham o seu amadurecimento mais tardio.

Em contrapartida, o solo apresenta disparidades muito grandes, sendo impossível traçar uma só definição. Cascalho sobre argila, areia e calcário e argilocalcários são alguns dos tipos que você encontra.

bordeaux

Regiões de Bordeaux

Médoc

Talvez umas das mais famosas regiões vinícolas do mundo, muito por causa de seus grandes Premiers Crus Classes – Château Lafite-Rothschild, Château Margaux, Château Latour, Château Mouton Rothschild.

Os maravilhosos crus classés são vinhos grandiosos, de muita classe e estirpe. Ainda se subdivide em algumas comunas como Margaux, onde os vinhos primam por elegância, St.Julien, são mais intensos e característicos, Paulliac, onde encontram-se vinhos de corpo mais presente e potente e St.Estéphe, que são principalmente mais estruturados.

Saint-Émillion

Na margem direita do rio Garonne, produz tintos muito bons, como os famosos Château Cheval Blanc e o Château Angelus. Aqui a cepa Merlot e a Cabernet Franc costumam ser mais predominantes no corte dos vinhos, ao contrário do Médoc por exemplo, onde predomina a Cabernet Sauvignon. Vinhos de grande intensidade e que não são para consumo tão jovem.

Pomerol

Região realmente muito pequena, vizinha de Saint-Émillion, e que também é conhecida por produzir grandes tintos de muito boa reputação, e que em via de regra, tem os preços mais altos em relação às outras áreas de Bordeaux. Os tintos tem um estilo muito rico, exuberante e complexo, adquiridos principalmente por serem elaborados apenas com a Merlot. Dentre os mais famosos, está o Château Pétrus.

Sauternes

Sem dúvida a mais famosa região produtora de vinhos de sobremesa no mundo, com seus estupendos brancos doces produzidos com as uvas botrytizadas, atingidas pela conhecida “podridão nobre”. Vinhos incrivelmente finos, intensos, aromáticos e muito complexos, com estimativa de guarda de muitas décadas. Dentre os mais cultuados, podemos destacar o imponente Château d’Yquem, além de outros grande como Château Rieussec, Château Climens, etc.

 

Característica “Corte Bordalês”

Não só o terroir é bem característico de Bordeaux, como também os vinhos produzidos à partir do famoso “Corte Bordalês”.

Esse blend é formado pelas uvas Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot. Atualmente, são utilizadas para produzir vinhos de corte de grande qualidade na França e ao redor do mundo.

Cabernet Sauvignon

Oriunda do Médoc na França, a Cabernet Sauvignon conseguiu se adaptar em diversas regiões vinícolas ao redor do mundo, e por isso, é reconhecidamente a cepa tinta mais difundida. Como em sua terra natal, ela necessita de climas mais quentes para alcançar o nível esperado de maturação de suas bagas, propiciando o melhor cenário para a extração dos taninos, cor e aromas característicos. Com o trabalho cuidadoso do enólogo, e o estagio em barricas, pode produzir vinhos com grande potencial de guarda.

Merlot

Na França, é associada com a região de Bordeaux, principalmente com a margem direita do Rio Gironde. A Merlot amadurece um pouco mais rápido que a Cabernet Sauvignon. E, por ter uma baga maior e a casca mais fina, resulta em vinhos um menos tânicos e com personalidade. Seu ápice se da no Pomerol, principalmente com o famoso Chatêau Petrus, porém grandes exemplares podem ser achados ao redor do mundo.

Cabernet Franc

Aprogenitora menos intensa e mais suave da Cabernet Sauvignon. Como amadurece mais cedo, ela é cultivada no Loire e nos solos mais frescos e úmidos de St. Emillion, onde muitas vezes é misturada com a Merlot.

Muito mais resistente a invernos rigorosos que a Merlot, pode produzir vinhos varietais apetitosos, mas encontra sua verdadeira vocação quando compartilha suas características junto com as duas outras uvas acima, dando forma a grande vinhos da França.

Sugestão Bacco’s de Vinho de Bordeaux

Para a sugestão desta região, nosso time escolheu o vinho Chateau Palene AOC Bordeaux Rouge 2016 . Um Bordeaux de médio corpo que no nariz apresenta um equlíbrio perfeito entre taninos e aromas frescos e delicados. No paladar é agradável, elegante e equilibrado. Presença marcante de frutas vermelhas (cerejas, ameixas e framboaesas), notas de pimenta e alcaçuz.

Nesse sentido, é um vinho super gastronômico, harmonizando com steak tartare, carnes vermelhas, queijos duros e costeleta de cordeiro.