Organizamos mais uma degustação aberta aqui na Bacco’s e, desta vez, tivemos a presença do enólogo José Luis, que comanda a vinícola Quinta dos Murças, na região do Douro, em Portugal.

A vinícola fica localizada no centro da DOC Douro, com 8 terroirs marcados por montanhas, diferentes altitudes e exposições solares, solo xistoso e pelo clima característico do vale do rio Douro. No terreno ainda há a plantação de oliveiras, laranjeiras, amendoeiras e mata mediterrânica que ajudam a manter o equilíbrio do ecossistema.

A degustação foi feita com 5 rótulos da vinícola: Assobio RoséAssobio TintoMinasMargem e o VV47, que leva esse nome em razão de uma vinha histórica, a vinha vertical mais antiga do Douro, plantada em 1947.

Veja aqui nosso Enoturismo na Quinta Dos Murças

ASSOBIO ROSÉ

Castas/Uvas – Touriga Nacional, Tinta Roriz, Rufete, Tinto Cão

Vinificação – Vindima manual, mesa de selecção, prensagem pneumática, fermentação alcoólica com temperaturas controladas (12ºC a 14ºC). Em cubas de inox.

Cor – Salmão, com reflexos vermelhos pouco intensos.

Aroma – Elegante, onde sobressaem os frutos vermelhos em conjunto com alguns aromas vegetais que lhe conferem maior frescura.

Paladar – Delicado e com boa acidez, possui um final persistente.

Álcool – 13.5 %

ASSOBIO TINTO

Castas/Uvas – Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz

Vinificação – Vindima manual, mesa de selecção, desengace, esmagamento, maceração pré-fermentativa a frio, fermentação alcoólica com temperaturas controladas (Máx. 25ºC), prensagem pneumática.

Cor – Vermelha, com tonalidades violeta.

Aroma – Intenso e vivo, dominado pelos frutos vermelhos.

Paladar – Fresco e elegante, apresenta um final longo e persistente.

Álcool – 13 %

Quinta dos Murças – MINAS

CASTAS – Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Francisca, Tinta Roriz, Tinto Cão

VINIFICAÇÃO / ESTÁGIO– Vindima manual, mesa de selecção, desengace, esmagamento, fermentação alcoólica com leveduras indígenas a temperaturas controladas (25º a 28ºC) em lagares de granito, com recurso a pisa a pé, e prensagem numa antiga prensa vertical.

Em cubas de betão e em barricas de carvalho francês usado, durante cerca de 9 meses.

COR – Intensa, com laivos violeta.

AROMA – Exuberante e concentrado onde dominam os frutos vermelhos maduros, alguns aromas florais e aromas balsâmicos, como a esteva.

PALADAR – Dominado pela frescura e vivacidade, possui taninos firmes e maduros, com uma acidez bem envolvida. Termina longo e persistente, sobressaindo o equilíbrio entre a sua frescura e maturação.

ÁLCOOL/VOLUME – 13.5 %

Quinta dos Murças – MARGEM

CASTAS – Touriga Nacional, Touriga Franca

VINIFICAÇÃO / ESTÁGIO– Vindima manual, mesa de selecção, desengace, esmagamento, fermentação alcoólica com leveduras indígenas a temperaturas controladas (25º a 28ºC) em lagares de granito com recurso a pisa a pé e prensagem numa antiga prensa vertical.

Estágio em barricas de 500Lts de carvalho francês usado, durante cerca de 9 meses.

COR – Profunda, com laivos violeta.

AROMA – Muito intenso e exuberante, onde dominam os frutos pretos maduros, como a amora e o cássis, os aromas balsâmicos, como a esteva, e notas suaves de especiarias, provenientes do estágio em madeira usada.

PALADAR – Concentrado, apresenta taninos muito maduros que, em conjunto com a sua acidez, presente, mas bem envolvida, lhe conferem uma sensação de volume, corpo e frescura. Possui um final muito longo e persistente, onde dominam os aromas de frutos mais maduros, permitindo prever uma grande longevidade.

ÁLCOOL/VOLUME – 13.5 %

Quinta dos Murças – VV47

CASTAS – Touriga Nacional, Touriga Franca, Sousão, Tinta Amarela, Tinta Barroca, Tinta Roriz

VINIFICAÇÃO / ESTÁGIO – Vindima manual, mesa de selecção, desengace, esmagamento, fermentação alcoólica com leveduras indígenas a temperaturas controladas (25º a 28ºC), em lagares de granito com recurso a pisa a pé e prensagem numa antiga prensa vertical.

Em barricas de carvalho francês usado durante cerca de 12 meses.

COR – Intensa e profunda, ainda com laivos violeta.

AROMA – Muito complexo, intenso e vivo, onde se destacam os frutos vermelhos mais maduros, os aromas balsâmicos característicos das vinhas mais velhas e as notas de especiarias, provenientes do estágio em barrica.

PALADAR – De grande harmonia e elegância, dominado por taninos maduros muito finos e acidez equilibrada. Apresenta um final muito longo e persistente que, no seu conjunto, permite prever uma grande longevidade.

ÁLCOOL/VOLUME – 14.5 %