A Herdade do Esporão é uma das principais vinícolas de Portugal e do mundo e é constantemente citada como um dos melhores destinos para enoturismo. Não é para menos, os vinhos, a comida e a propriedade histórica, fazem da vinícola parada obrigatória no enoturismo português.

Localizada em Reguengos de Monsaraz, Distrito de Évora, no coração do Alentejo, a Herdade do Esporão está de portas abertas aos visitantes todos os dias. Atenção, se estiver pensando em almoçar  – e deveria estar – o restaurante não abre domingo nem segunda e só atende com reservas, assim como as visitas guiadas. Por isso vale a pena entrar em contato antes!

A visita fez parte da fantástica viagem a convite da Qualimpor, grande importadora de vinhos portugueses e parceira da Bacco’s. Durante o dia participei de uma degustação com almoço harmonizado e criamos um vinho em uma divertida dinâmica em grupo. A noite, jantei no restaurante Adega Velha, na região do Alentejo, em Mourão e passamos a noite no excelente hotel 5 estrelas São Lourenço Barrocal, em Reguengos de Monsaraz.

ALMOÇO HARMONIZADO NA HERDADE DO ESPORÃO

Iniciamos o dia com a degustação dos vinhos e almoço totalmente harmonizado. Um evento muito bem pensado e executado pela equipe da Herdade do Esporão.

A cozinha é comandada desde 2014 pelo Chef Pedro Pena Bastos @pedropenabastos (não é meu parente :-)) que apesar de super novo, faz um trabalho fantástico. A esmagadora maioria dos ingredientes são plantados na herdade ou em produtores locais em uma cadeia de sustentabilidade. Aliás, essa é a palavra no menu de Pedro, que batizou de “Tempo da Terra” e “Montanheira”, tudo feito respeitando a sazonalidade dos ingredientes, utilizando o que a região tem de melhor para oferecer naquele momento.

[smartslider3 slider=3]

O menu estava delicioso e os 12 vinhos foram degustados durante o almoço. Os brancos acompanharam a entrada de azeitonas, homus, tempurá de fava de feijão, uma tábua de frios com 3 tipos de porco e um sanduíche árabe divino. Os tintos harmonizaram o prato principal, um delicioso espaguete de erva doce e um cordeiro envolto em massa folhada que me lembrou bastante um escondidinho. Para finalizar, a sobremesa e os vinhos do porto, que caíram como uma luva com o mousse de chocolate com bananas flambadas com um creme muito leve de baunilha.

VINHOS DEGUSTADOS

Abaixo a lista dos vinhos degustados e minha rápida opinião sobre eles. Entre os 12, tive o privilégio de degustar dois rótulos “experimentais”, ainda em fase de desenvolvimento.

  • Vinho Esporão Verdelho 2015 Branco: Muito aromático, mineral e extremamente fresco. Está disponível na loja da Bacco’s!
  • Vinho Esporão 2 Castas Branco: Aromas cítricos e na boca é fresco e persistente. Corte de Roupeiro e Viosinho.
  • Vinho Herdade do Esporão Reserva 2016 (amostra Cuba)
  • Vinho Esporão Reserva 2015 Branco: Amanteigado e gastronômico sem deixar de ser um vinho fresco. O velho e bom Esporão Reserva, você encontra aqui!
  • Vinho Esporão Private Selection Branco 2015: Um Sémillon com muita personalidade e super gastronômico.
  • Vinho Esporão 4 Castas 2016 Tinto: Corte de Alicante Bouchet, Touriga Nacional, Syrah e Trincadeira). Elegante, semelhante a do Esporão reserva tinto.
  • Vinho Esporão Reserva 2014 Tinto: Assemblage de Alicante Bouchet, Aragones, Cabernet Sauvignon e Trincadeira. Reproduz obras de arte nos seus rótulos… um clássico.
  • Vinho Esporão Castas Varietais Aragones – Canto do Zé Cruz 2013: Vinho bastante pontuado, elaborado a partir de vinhas velhas, especial e marcante.
  • Vinho Esporão Castas Varietais Alicante Bouchet – Vinha das Palmeiras 2013: Vinho único bem característico da uva que o produz. Macio e elegante.
  • Vinho do Porto Quinta das Murças 10 anos Tawny
  • Vinho do Porto Quinta das Murças Covelinhas Vintage 2011

Sou apaixonada por tintos, mas o melhor da degustação na minha opinião, foi o Esporão Private Selection 2015. Um branco fora de série que fica na memória.

ELABORAÇÃO DE VINHO

Uma das experiências mais legais da visita à Herdade do Esporão foi elaborar um vinho.

Foi uma atividade em grupo muito dinâmica. Nos dividimos em 3 equipes de 4 pessoas, e cada grupo teve que desenvolver seu próprio blend de Aragones, Trincadeira e Syrah, com ficha técnica, notas do sommelier, harmonização e rótulo. De pipeta e frasco Erlenmeyer em mãos, fomos democráticos! Tiramos a média das opiniões de cada membro do grupo e assim nasceu o BomBom, uma assemblage de 40% Aragones, 30% Tricadeira e 30% Syrah.

No final, foi feita uma eleição do melhor vinho. E adivinhem… o BomBom foi eleito o melhor! Quase um Master Enólogo!

[smartslider3 slider=4]

A Herdade do Esporão realmente é uma vinícola especial. A propriedade, com todo o peso histórico, é de um charme fora do comum. A cozinha, dos deuses e os vinhos… ai ai ai os vinhos… simplesmente fantásticos. Em seu enoturismo pelo Alentejo, reserve um dia para conhecer a Herdade do Esporão, você não irá se arrepender.

JANTAR NO ADEGA VELHA E O ALENTEJO DOS VINHOS DE TALHA

Para fechar a noite com chave de ouro a Qualimpor não poupou esforços: um jantar no restaurante Adega Velha, em Mourão no Alentejo.

Fomos muito bem recebidos e comemos aspargos bravos, perdiz, costelinha de porco e cozido de grão de bico. Tudo acompanhado do excelente Vinho de Talha Moreto da Herdade do Esporão. Tivemos também a oportunidade de degustar o tinto de talha produzido no próprio restaurante e servido pelo proprietário da casa.

O tema merece um post só para ele e deixo isso a cargo do nosso sommelier Flávio Ghirotti, que sabe bastante sobre o assunto. Mas só para introduzir, o Alentejo é considerado o guardião dos vinhos de talha, método milenar que usa grandes potes de barro aliado a técnicas completamente manuais e naturais de vinificação. O processo remonta a Roma antiga, época em que cada casa tinha sua própria produção de vinho. (bons tempos :-))

Nos hospedamos no excelente 5 estrelas São Lourenço Barrocal. O hotel é coisa de outro mundo, uma verdadeira fazenda alentejana totalmente reformada, mas que preserva as características originais da propriedade. Simplesmente paradisíaco e define muito bem o espírito do Alentejo. Que dia para ficar na memória.

Você já fez enoturismo em Portugal? Alguma dúvida ou comentário? Deixe seu recado abaixo que terei todo o prazer em responder!