Caballo Loco não tem safra, denominação de origem ou vale específico. Este é um vinho inspirado na personalidade enérgica de seu fundador, Jorge Coderch e que quebrou os esquemas de vinho chileno.

Em 1994 ele apresentou a edição número 1 de uma edição única, com caráter indomável e plena liberdade.

| Veja mais sobre enoturismo no Chile

A História do Caballo Loco

Nos barris de nossa vinícola em Lontué, no Vale do Curicó, nasce a história de Caballo Loco.

Nelas foram guardadas as melhores reservas de safras antigas dos nossos vinhos. Mas em 1994, o destino os levou a misturar, dando origem a um exemplo único. Um vinho que mistura uvas tintas e assamblage, sem precedentes na história da vitivinicultura chilena e inédita até então na América do Sul.

Ele foi batizado como CL nº 1 e enviado secretamente para uma das mais importantes competições mundiais de vinhos na França, obtendo o primeiro lugar em sua categoria.

Retornando ao Chile, foi dado o início ao seu engarrafamento e o nome Caballo Loco nº 1. Contudo, devido às regras do Chile, seu fundador e o enólogo da Valdivieso, resolveram apenas engarrafar 50% do conteúdo do barril.

O sucesso foi enorme e as vendas acabaram rapidamente.

No ano seguinte, com a excelente safra, decidiram tentar mais uma vez. Misturaram 50% do Caballo Loco nº 1 com a nova safra e apenas engarrafaram 50% do blend. Sucesso de vendas novamente e assim começa uma tradição!

Apenas 17 safras do Caballo Loco foram produzidas nestes 24 anos. O intuito é manter a qualidade acima de tudo.

As variações do Caballo Loco surgiram com a ideia de apresentar os diferentes terroirs dele. Você encontra vinhos dos terrois Maipo, Apalta, Sagrada Família e Limari.

| Você encontra o Caballo Loco na Bacco’s